A importância e o momento da quinoa

Semente de quinoa

Tendo sobrevivido por séculos, o plantio da quinoa atiçou a curiosidade de pesquisadores e investidores do segmento de grãos. A facilidade de cultivo e adaptação com diferentes solos tornaram a quinoa uma das principais queridinhas do mercado mundial.

A fama da semente tomou tamanha proporção que em 2013 foi instituído pela ONU como o Ano Internacional da quinoa. A ideia parte do princípio de difusão de informações relevantes sobre o valor nutritivo de seus grãos, assim como seu valor ambiental, cultural e econômico.


A salvação

A Salvação

A quinoa é vista por várias como uma das protagonistas de maior potencial capaz de erradicar tanto a fome quanto pobreza pelos próximos anos, a partir de sua popularização em maior escala, segundo as diretrizes dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Segundo planejamento da ONU, estima-se que plantações em longa escala no continente africano e países da Ásia, com foco na diminuição de miséria e da fome já nas próximas duas décadas.

Facil de cuidar

Fácil de cuidar

Hoje, Peru e Bolívia representam 70% dos principais produtores de quinoa no mundo. O governo boliviano, por sinal, lançou uma rota turística de 1.500 quilômetros entre La Paz, Oruro e Potosí, onde se concentram os principais produtores do grão no país. 

É um grão extraordinário, capaz de sobreviver a ambientes variados, desde temperaturas abaixo de zero até calor acima de 30°C, segundo relatório da FAO, o órgão de agronomia e alimentação das Nações Unidas. A recomendação de produtores andinos é de que seja plantada em grandes altitudes, em lugares com muita luminosidade e com irrigação moderada para favorecer o crescimento, variando principalmente da região. 

A quinoa não é apenas uma moda passageira. É provável que sua “moda” ainda tarde em passar, pois com tanta esperança depositada e tantas possibilidades, ela não pode ser deixada de lado. É muita responsabilidade em cima de um grão? Claro. Mas com tanto envolvido, é uma responsabilidade que vale muito a pena.